8 de junho de 2015

Setúbal | Taska - Bar Petisqueira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Isto de seguir recomendações de amigos quase nunca falha. Principalmente quando partilhamos dos mesmos gostos. E todos sabemos que o passa-a-palavra é a publicidade mais eficaz - e gratuita - que alguma marca ou empresa pode ter. Estava à procura de um sítio para levar um primo meu, que não é de cá, a petiscar ali por Setúbal. Embora conheça alguns sítios, pedi umas dicas a uma amiga que mora actualmente na cidade. Ela indicou-me logo umas quantas tasquinhas e eu, por instinto, escolhi esta, a tasca que se chama Taska.

E realmente não nos desiludimos. Adorámos e ainda fiz um brilharete aos olhos do meu primo - espero eu! :D Os petiscos começaram a ser consumidos freneticamente às 19h00 e só saímos de lá às 22h00. Cheios e felizes...felizes até demais - you know what I mean. Mas vamos lá ao princípio, quando entrámos éramos os únicos clientes e fiquei ali um pouco a medo. É que numa petisqueira há sempre gente a petiscar seja a que hora for - e era um sábado. Normalmente quando não há ninguém é porque a coisa não é lá muito boa. Mas enganei-me, afinal o pessoal começou a chegar em massa quase às 21h00, muito provavelmente depois de um bom dia passado na praia. Foi aí que o serviço começou a ficar um bocadinho lento. De resto, as pessoas da casa são simpáticas, o ambiente a média-luz muito agradável e a comida uma delícia.


O que é que nos tirou do sério mas pela positiva? A alheira com doce de abóbora! É só a melhor alheira que já comi! Estava muito bem confeccionada e aquele toque do doce de abóbora é inacreditavelmente bom - eu que não gosto muito de misturar doce com comida quente. Não pedimos tudo de uma vez, fomos pedindo. Conforme a vontade. E a vontade era muita de não parar. Mas todos os estômagos têm um limite e as carteiras também. A Taska tem preços acessíveis, contudo, um nadinha mais caros do que em algumas tasquinhas típicas.



E o que foi parar em cima da mesa, perguntam vocês? Para entrada, 4 croquetes de alheira, 2 pasta de atum, azeitonas, 1 cesta de pão e 2 doses de tostinhas. Para beber, 1 sangria e 2 jarras de vinho branco à pressão. Para petiscar, 2 alheiras com doce de abóbora, 1 chouriço assado, 1 pica-pau, 1 queijo de cabra gratinado (uma receita dos Deuses!), 2 doses de batatas fritas caseiras e 1 dose camarões ao alhinho. Só me faltou os ovos mexidos com farinheira mas ficam para uma próxima vez. Éramos 4 pessoas e tudo ficou por 71€.



Recomendo este sítio para uma tarde ou noite a petiscar ou até mesmo a jantar, dado que têm uns bitoques que parecem ser maravilhosos, com a família ou amigos! Ah e fica em plena Baixa de Setúbal, entre várias outras petisqueiras, tascas, restaurantes. Setúbal está com outra vida, está diferente, com a Baixa mais bem aproveitada, cheia de movimento, com a Avenida Luisa Todi rejuvenescida e a zona ribeirinha recuperada. Se eu já gostava de Setúbal por estar tão perto de casa e ter memórias fantásticas de lá, agora então reapaixonei-me por ela. 


Como chegar: Rua dos Mártires da Pátria, 5, 2900-493 Setúbal


Imagem 1: Fonte
Fotos: Carina Teixeira

1 comentário:

  1. Fiquei com vontade de ir!=)
    Ainda por cima, li o post no estado de fome... =s lol

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...