3 de setembro de 2014

Diz-me Por Onde Andas | Entrevista: Andreia Brizido

PASSAPORTE À LA TRIPPING IN TRIPS


Nome | Andreia Brízido

Idade  | 36 anos  

Nacionalidade | Portuguesa

Países visitados | 23 

Continentes visitados | 4




Viajar a solo, a dois ou em grupo | Gosto de Viajar. Seja a solo, a dois ou em grupo. A resposta mais acertada seria depende do destino…

Viajar a baixo custo, custo médio ou 5* | Sempre médio ou low-cost. Também nesta rubrica o itinerário e os custos do mesmo são dependentes do destino escolhido.

Mochila ou Trolley | Confesso que gosto de trolleys. A mochila só de vez em quando e como suporte ao trolley.

Transporte preferido para viajar |  Sem dúvida barco ou comboio. Admito que o avião é muito cómodo na poupança de tempo nas deslocações mas não é o meu meio favorito e aquele no qual mais usufruo do tempo para mim e da paisagem.

Objecto indispensável na bagagem | Hummm de mão ou de porão? Bom, aqui vai disto! Na bagagem de mão pode ser várias coisas, obviamente que os documentos, cartões de crédito e débito, e o roteiro da viagem são obrigatórios mas na minha mala também pode-se encontrar desde um comprimido para dormir (se a viagem for longa e eu tiver que vencer uma batalha com o jetlag) até a um par de cuecas lavadas (sim, já fiquei sem bagagem e um ou dois pares de roupa interior dão muito jeito até que a restituição da mala seja feita). Na bagagem de porão é indispensável levar as birkenstock e uma mala de colocar à cintura para as aventuras!


ENTREVISTA


Como surgiu o gosto pelas viagens?
Acho que já nasceu comigo. Sempre, desde criança dizia que queria ir para fora estudar…conhecer o mundo, conhecer outras gentes, e enfim após os 18 anos, logo que reuni condições para isso, comecei a perder-me por aí…

Que experiência ou retorno procuras quando viajas?
Depende da viagem e da altura da minha vida. Mas mesmo que vá numa viagem de aventura ou de descanso, para mim é indispensável que chegue entusiasmada, mais rica emocional e intelectualmente, e com a pilha nova!!!

Qual foi a tua primeira viagem? Fala um pouco sobre essa experiência.
A primeira viagem foi aos 18 anos. Fui fazer um curso intensivo de alemão na Alemanha e fiquei no seio de uma família a alemã durante 2 meses. Foi intenso nunca ter saído de Portugal e logo na primeira vez, ir sozinha e ficar tanto tempo fora e para mais na casa de uma família alheia, outros costumes…mas foi aí que percebi que não ia parar mais. Enquanto puder, partirei sempre.

Qual foi a maior aventura ou o momento mais marcante que viveste durante uma viagem?
Ficar apeada numa ilha quase deserta na Grécia! Éramos uns 20 que iam naquele barco que teve uma avaria e ninguém nos vinha buscar porque as comunicações tinham falhado. E eu, só para ajudar, tinha voo para Lisboa ao início da noite…nem vos conto…

E a maior dificuldade com que tiveste de lidar?
Com algumas reacções menos próprias de algumas culturas com as mulheres em especial.

Qual é a tua viagem de sonho e porquê?
Tenho dito Tailândia…penso que é um pais que tem um pouco de tudo o que mais gosto: vida animal, natureza, boa comida e gente simpática, praia (mar + mergulho), paisagens, arquitectura e boa energia.



Viajar é conhecer novas culturas e isso também envolve a parte gastronómica. Qual foi a comida que mais te conquistou durante uma viagem?
Sem dúvida! É obrigatório comer de tudo o que os locais comem! Nunca vou a um país que não vá de imediato experimentar a comida de rua. E como de tudo o que me derem, inclusive bicharada, viva ou morta. Experimento tudo uma vez pelo menos, é o lema!!! Existem várias cozinhas que me encantam…mas vou dizer que na Grécia a comer ganhei 7 quilos em 2 meses. Claro que o Japão é um destino gastronómico fabuloso, um dos melhores. Mas confesso que gosto muito das especialidades gregas e turcas.

Já tens planos para uma próxima viagem? Partilha.
Tailândia, Norte a Sul em 20 dias, vamos ver…

Quanto a Portugal, qual é o teu destino de eleição e porquê?
Sou apaixonada pelo Alentejo. É um amor de alma sem explicações. Simplesmente é.

Já viveste alguma temporada fora de Portugal? Se sim, o que de melhor retiras dessa experiência?
Vivi na Alemanha durante 3 anos. Sou fã do país e do povo. Da minha temporada na Alemanha ficou-me o sentido de viver em comunidade e o respeito pelo alheio. E a pontualidade, claro!

Há muita gente que nunca viajou por variadas razões: medo, dinheiro, tempo. Que conselhos darias a alguém nessa situação?
Medo…o cão resolve. Dinheiro…estabelecer prioridades e há quem não possa mesmo, quem tenha outras prioridades na vida: pagar casa, criar filhos, hoje em dia não é fácil com ordenados mínimos à la PortuguesaEu se não pudesse, concorria a concursos, quiçá a sorte me batesse à porta!


TRIPPING IN TRIPS QUICK QUIZ



A viagem perfeita? 
Não posso responder, não é justo para nenhum país e sobretudo porque ainda não viajei o mundo todo! Quando tiver viajado tudo, logo respondo! Eheheh

A comida perfeita? 
Ui…tantas…

A batida perfeita? 
Salsa.


2 comentários:

  1. Olá, Carina

    Interessantíssimo este post. Traz-nos muitas informações
    e a vontade de correr mundo.

    Excelente ideia esta rubrica. Parabéns!

    Bjs

    Olinda

    ResponderEliminar
  2. Gostei imenso desta nova rubrica :) Que venham mais entrevistas!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...