25 de julho de 2014

Roteiro de Lagos | Riqueza Histórica e Beleza Natural


Um mini-roteiro para umas super férias em terras algarvias. Em 2009, conheci Lagos pela primeira vez. Foi amor à primeira vis(i)ta. Senti-me tão bem naquelas ruas pitorescas, a passear pelo centro histórico, a descobrir que as suas praias têm uma aguinha que faz frente a muitos destinos paradisíacos em que pagamos uma pipa de massa para chegar até lá. E agora, em 2014, tive a oportunidade de voltar. Assim que percebi que iria voltar, e desta vez em família, foi uma alegria enorme. Eu - a personal travel consultant de serviço - comecei logo à procura de alternativas a hotéis, aldeamentos e afins. E garanto-vos que o resultado saiu bem melhor que a encomenda.


Como Ir | Transporte

O transporte escolhido foi o carro, fazia mais sentido do que irmos todos de comboio, pois sai mais barato porque éramos muitos.  Para quem prefere ir de comboio, pode apanhar o Alfa Pendular ou o Intercidades da CP, pelo que podes fazer aqui a simulação para saber quanto fica o bilhete até Faro. Também existe a opção de ir de autocarro pela Rede Expressos. Para quem vem do estrangeiro pode escolher o avião até Faro e de lá ir até Lagos de autocarro ou alugando um automóvel. O pessoal do Porto tem sorte em ter a Ryanair que lhes permite ir de forma rápida e barata até Faro, o mesmo não acontece em Lisboa que, passado 1 mês e pouco de experiência, retiraram a mesma rota que podia ser um sucesso no Verão.


CAMINHO E TEMPO DE VIAGEM


Para saberes o caminho e tempo de viagem que tens de fazer, entra no Google Maps, clica em 'obter direcções' e coloca o teu ponto de partida e o destino. Automaticamente irás ter uma noção dos quilómetros a percorrer, caminho, opções e a duração da viagem. O tempo de viagem é sempre relativo, pois depende a que velocidade vais e se páras pelo caminho.

Quando chegámos a Lagos estacionámos em frente à casa onde ficámos mas depois de dar umas voltas e ter perdido o lugar, deixámos o carro num estacionamento gratuito que existe ao fim da rua, no Largo Dr. Vasco Garcias. Bem perto deste Largo existe um estacionamento fechado e pago, a Garagem Gil Vicente que custa 6€/24h.


CALCULAR OS GASTOS DE DESLOCAÇÃO

Entra no site Via Michelin, coloca o teu ponto de partida e de chegada. Mais abaixo escolhe o combustível do teu carro e o tipo de veículo. O cálculo não é 100% correcto porque depende do consumo do carro e do tipo de condução que se tem. Contudo, obtém-se o valor geral dos gastos em combustível e portagens de ida e volta. A Via Michelin dá-te opções de orçamento consoante o caminho que preferes, isto é, dependendo se queres ir pela auto-estrada, estradas secundárias, etc. O que custa mais neste tipo de viagem, mesmo sabendo que o combustível está pela hora da morte, são as portagens.

Atenção! Actualmente, Portugal tem 2 tipos de portagem e respectivas formas de pagamento: a portagem onde se paga o valor no portageiro e as portagens onde o carro não pára durante o percurso e a matricula é automaticamente fotografada (ver imagem acima). Neste último caso, podemos pagar essas portagens, nos balcões dos CTT, 48 horas após a passagem do carro na autoestrada ou pedir a referência multibanco no site dos CTT. No percurso até Lagos temos estas 2 situações: temos a portagem com portageiro até à entrada no Algarve, pelo que dentro do Algarve até chegar ao destino, a autoestrada tem o outro sistema que indiquei. Complicaram tudo, não acham? É de uma falta de inteligência que me causa raiva permanente!


Onde Ficar | Casa Almerinda



Nós alugámos uma casa em Lagos que ficou bastante em conta. Ficámos embevecidos com aquela casa, parecia uma casa de bonecas  - em todo o bom sentido que isto possa ter - era tão lindinha, tão fofinha, tão arranjadinha que apetecia ficar com ela. Parece aquelas casas da avó que foram totalmente remodeladas mas que ainda tem notas do antigamente...e isso vê-se pela fachada, em alguns móveis que se misturam com outros com um toque mais moderno. Toda a casa é de um bom gosto invejável! 

Não podíamos ter escolhido melhor...e para melhorar ainda mais, tínhamos um pequeno quintal com uma mesa onde jantávamos e um terraço com uma rede para nos estendermos e cochilar um bocadinho. Cheguei a ir para a rede à noite e soube tão bem...noite quente, céu estrelado enquanto o baloiçar da rede me embalava. Falando de coisas práticas, esta casa tem nome, é a Casa Almerinda, e recomendo a 100%: está muito bem localizada, bem equipada, os proprietários são simpáticos e atenciosos, é limpa e funcional, fomos em Julho e saiu a 614€ por 5 dias para 8 pessoas - que dá uma média de 75€ p/ pessoa pela estadia total.


Se procuras casa para alugar nas férias, seja em Portugal ou outro país, aqui ficam alguns sites: Airbnb, Tripadvisor, Homeaway, HouseTrip.


O que Visitar

RUAS

Caminhar por Lagos é mais do que andar. É observar, sentir a energia e pensar que estamos dentro de um local histórico. Que outros tempos, outras mentalidades e até outras culturas passaram por ali. Pois, até os nossos amigos mouros lá estiveram - não estivéssemos nós no sul do país. Há que passar pela Praça Infante Dom Henrique, o Jardim da Constituição, Praça Luís de Camões, Praça Gil Eanes, Avenida dos Descobrimentos. Mas tão ou mais importante do que andar pelas praças e ruas mais conhecidas e movimentadas, é entrar pelas ruelas de que nem sabemos o nome. Explorar este pequeno local em todo o seu esplendor.


Curiosidade: Sabias que a Rua da Barroca é uma das ruas mais típicas de Lagos devido aos seus arcos? Sabias que estudos geoarqueológicos na área onde se situa esta rua comprovam a sua ocupação no século VIII a.C. - atestando que os Fenícios viveram em Lagos há 2800 anos?


MERCADO MUNICIPAL

O Mercado Municipal, construído em 1924, fica localizado bem perto da baía de Lagos, na Avenida dos Descobrimentos. Em 2004, 80 anos após a sua construção, o mercado sofreu um restauro.

MURALHAS

A Cerca Velha teve a sua construção concluída no século XIV. Por sua vez, a chamada Cerca Nova foi levantada no século XVII, tendo sido projectada no século anterior. Sabemos que estamos em Lagos quando estamos dentro da muralha, pois vê-se que aquelas ruas e as construções são de outros tempos. Ao sairmos das Muralhas que abraçam esta pequena cidade, Lagos perde aquele encanto pitoresco. No entanto, volta a ganhar beleza ao chegarmos às praias e àquelas vistas magnificas sobre o Oceano Atlântico.

Imagem

ARCO DE SÃO GONÇALO

O Arco de São Gonçalo, situado no Castelo de Lagos, foi construído em memória do Santo Padroeiro de Lagos, São Gonçalo, que lá nasceu em 1320. Estudou em Lisboa, dedicou-se ao bem-estar dos outros e começou a ser considerado santo pelos milagres que fez. São Gonçalo é tão importante em Lagos, que o feriado municipal em Outubro é em sua honra.

Imagem

CASTELO DOS GOVERNADORES

O Castelo dos Governadores, também conhecido como o Castelo de Lagos, é uma construção de arquitectura militar. Adoro este tipo de construções, fico sempre uns minutos a observar. Tão antigas, com um propósito bem traçado, que revelam uma história tão diferente da nossa.


MERCADO DE ESCRAVOS

Saber da existência do Mercado de Escravos foi uma das coisas que me deixou mais entusiasmada em Lagos. Não pelo fim que teve, ou seja, o tráfico e venda de seres humanos, mas pelo seu significado histórico. A história não foi nem é um mar de rosas, até os acontecimentos mais trágicos e penosos transmitem-nos algum tipo de sentimento quando visitamos os locais onde estes aconteceram. E adoro estudar história, na Universidade fiz um trabalho que focava os escravos africanos em Portugal - tema pouco ou nada abordado nas escolas. Falamos da abolição da escravatura, sim, mas o que aconteceu antes desta ser abolida quase não se fala. E em Portugal, tudo começou aqui, em Lagos. O primeiro navio negreiro chegou a Lagos em 1444 e, assim, nesta região iniciou-se uma frenética chegada de navios e venda de escravos que depois eram levados para o resto do país. E a coisa era tão importante que até teve direito a um Mercado dedicado ao negócio. Podem visitar o Núcleo Museológico do Mercado de EscravosEntrada: 1, 50€ - segunda a sábado das 10h às 18h.

Imagem

ARMAZÉM REGIMENTAL

Aqui guardavam-se os produtos trazidos pelas naus, sendo uma edificação datada de 1665 na Praça Infante Dom Henrique. Na fachada principal do Armazém Regimental, em cada uma das suas portas, existe um escudo de Armas do Reino do Algarve. Diz-se que neste local terá existido a Igreja de S. Brás.



IGREJAS

Lagos é uma cidade de igrejas. O edifício religioso de maior impacto visual é a Igreja de São Sebastião que data de 1463, pelo que anteriormente aqui ficava a Ermida de Nossa Senhora da Conceição (século XIV). Anexada a esta encontra-se a pequena Capela dos Ossos. Por sua vez, a Igreja de Santo António é uma igreja de contrastes, pois por fora tem um ar simples mas por dentro tem uma grande riqueza decorativa em talha dourada. Podemos visitar também a Igreja de Santa Maria, também conhecida como a Igreja da Misericórdia, construída no século XV. Esta igreja está de frente para a Praça Infante Dom Henrique. Por fim, a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, construída para uma comunidade de freiras carmelitas, foi fundada no século XVI. Entrada livre
Curiosidade: Todas estas igrejas foram parcialmente destruídas aquando do terramoto de 1755, tendo sido restauradas.


FORTE PONTA DA BANDEIRA

O Forte Ponta da Bandeira foi construído no século XVII e tinha como serventia a defesa ao acesso ao cais e flancos sudeste e nascente da muralha da cidade. Na altura em que foi edificada era uma das fortalezas tecnicamente mais avançadas da região do Algarve e, hoje em dia, é um dos melhores e mais bem conservado que existe no Algarve. O forte, exemplo de arquitectura militar, pode ser visitado e localiza-se no Cais da Solaria. Entrada: 3€ Estudantes: 1,50€. Aberto de terça a domingo. 
PRAIAS 

As praias são um dos cartões-postais de Lagos. Ir a Lagos e não conhecer as suas praias é motivo de arrependimento. A água que banha estas praias é de uma beleza incrível, a cor, os tons e as rochas que vão marcando a água pela encosta fora. Existem vistas de cortar a respiração. Dizem que são das vistas mais bonitas do Algarve, o que considero algo redutor...são das mais bonitas da Europa, tenho a certeza. Não sou a única a pensar assim, pois não? Em Lagos o que não faltam são praias, como por exemplo a tão conhecida Meia Praia. Depois, para além dessa, temos uma costa com várias praias seguidas umas às outras. Quem quiser conhecer uma e ficar faz muito bem, quem quiser fazer um circuito pelas praias faz muito bem à mesma. São elas: Praia da Batata, Praia do Pinhão, Praia Dona Ana, Praia do Camilo.



PONTA DA PIEDADE

Este é must-see de Lagos que eu ainda não visitei. Não é possível isto ser verdade, eu não acredito! É um local internacionalmente conhecido e admirado pela sua beleza natural. Terei de voltar a Lagos mais uma vez, ó que chatice. Para visitar a Ponta da Piedade, onde também tem um farol que entrou em funcionamento em 1913, basta descer a escadaria que vos vai levar a uma pequena baía onde estão uns barquinhos. É nesses barcos que fazemos um passeio pelas águas cristalinas e iremos comprovar o quão linda é esta zona.

Imagem
Atenção: talvez o percurso da escadaria poderá ser um pouco difícil para pessoas com dificuldade de locomoção.


Onde Comer | Refeições em casa

Quando se aluga uma casa e a quantidade de pessoas é considerável, o melhor é fazer a maioria das refeições em casa. Antes eu pensava: "Que seca, então mas se estamos de férias temos é de aproveitar ao máximo e experimentar coisas novas". Certo, continua a ser verdade, mas não é comportável quando somos muitos. Aliás o objectivo de alugar uma casa não é só o facto de poder sair mais barato ou estarmos mais à vontade, mas também aproveitar o tempo em família num ambiente diferente. E isso passa por confeccionar as refeições e estarmos todos juntos, sem pressas, à volta da mesa. Depois disso, toca a passear, a ir à praia ou pegar no carro e explorar outras terras à volta.

Dito isto, fomos várias vezes ao SPAR - um supermercado que ficava a dois minutos a pé da nossa casa - comprar o que fazia falta para confeccionar as refeições. Era também aqui que íamos todas as manhãs comprar pãozinho fresco e note-se que têm um frango assado muito bom (nada do género 'frango cozido' do Pingo Doce). Este supermercado fica à porta das muralhas da cidade e a caminho das praias que frequentávamos. Existem outros supermercados e mini-mercados que poderão ficar mais perto da casa que alugarem. Para quem preferir almoçar ou jantar fora não há falta de opções em Lagos. A cada rua, a cada esquina existem vários restaurantes, cafés, bares...alguns com conceitos bem interessantes. No entanto, há que dar uma volta primeiro e sondar preços.




Viagem: Julho 2014
Fotos e Montagens: Carina Teixeira
Outras imagens: fontes linkadas nas fotos

2 comentários:

  1. adorei o post, está cheio de informação útil! :D a casa parece ser linda, linda!

    ResponderEliminar
  2. Bem...estou a adorar este teu cantinho! =)) Partilhas imensa informação e útil. Obrigada! =)

    http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...