25 de junho de 2014

Take Me Away | O Meu Sonho Americano



Se me perguntassem para onde queria viajar neste momento, diria os EUA. Em qualquer momento diria os EUA. É uma vontade que tenho há muitos anos mas ainda não tive essa oportunidade, dado que outras menos dispendiosas batem-me à porta. Vejo os EUA tão longe, uma realidade tão inalcançável que dá-me um friozinho na barriga só de pensar que um dia poderei lá ir. Talvez até, inconscientemente, questiono-me se aquilo será real, se só existe nos filmes, se tudo aquilo é uma grande cidade cinematográfica. Bem, obviamente que não mas já imaginei tanto que o fascínio por vezes atordoa-nos.

Os EUA têm a força típica de um país construído por imigrantes, uma fascinante diversidade cultural, étnica e linguística. A sua história politico-social é única, feita obviamente de momentos de glória e por outros condenáveis. Tem um dos maiores legados da musica ocidental e movimentos urbanos que se espalharam por todo o mundo. Admiro o sentido de comunidade que existe nos EUA, isso advém da união que teve de ser construída em prol de todos aqueles que pretendiam iniciar uma nova vida na América, The Land of the Free. Admiro-lhes a meritocracia, a noção distinta de hierarquia, a valorização do talento e das artes, a burocracia menos complicada.

Muitos não gostam dos EUA, consideram que não existe uma cultura, uma gastronomia própria, que esse sentido de comunidade e do giving back roça à falsidade, que o sistema de saúde é escandaloso, que se acham os donos do mundo, que isto e aquilo. Ok, não tiro a razão a ninguém. De facto, há mesmo muitas falhas! No entanto, estas existem em todo o lado. Mas o que me atrai são as coisas boas, não sendo nunca indiferente ao que poderá ser melhorado.

Eu tenho um sonho americano, o meu sonho americano. Take me away!

1 comentário:


  1. Belo!

    Quem espera sempre alcança, querida Carina.

    Beijinhos

    :)


    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...