9 de março de 2014

Roteiro de Paris | A Cidade Monumento - Parte IV


ONDE COMER

SUPERMERCADOS

A grande dificuldade que sentimos nesta cidade foi relativamente à alimentação. Pensar comer num restaurante é uma tarefa difícil porque tudo é caro. Até o fast-food é mais caro do que estamos habituamos. Estivemos em Paris poucos dias, por isso, só percebemos melhor como as coisas funcionavam no penúltimo dia. Almoçar "fora" vai sair caro, jantar então nem se fala. Desta forma, o melhor a fazer durante o dia é abastecerem-se nos supermercados Monoprix, Carrefour e Franprix. Para jantar a conversa é outra, com o que se poupou durante o dia, há que aproveitar a noite parisiense para comer de faca e garfo. Contudo, só percebemos estas coisas tarde demais. Iremos aplicar este novos conhecimentos na próxima visita.



INDIANA

O primeiro jantar em Paris. No dia em que chegámos, durante a tarde, aguentámos nas nossas barriguinhas a sandes de atum (gelada!) e compal de fruta que a TAP nos deu. À noite, quando fomos escolher um sítio para jantar, saquei orgulhosamente da minha lista de "Restaurantes a conhecer" mas foi um fracasso. Eram todos mais caros do que esperávamos. Decidimos ir ao Indiana que ficava na rua em frente ao nosso apartamento. É um género de pub com refeições rápidasComemos na esplanada, num ambiente meio boémio a média-luz, onde uns jantavam e outros apenas bebiam e conversavam. O jantar ficou por 39€: tendo pedido 1 Bacon Burguer (13,50€), 1 Chicken Indiana Burguer (13,50€) e 2 coca-colas (6€ cada). Carote! Por esta altura, mal sabia que a nossa sina seria comer hamburguers todos os dias para sair, relativamente, mais barato.




LA CROISSANTERIE

Tomámos o pequeno-almoço aqui duas vezes. Gostei muito do ambiente dentro da Croissanterie. Não era nada tipicamente francês mas era muito agradável, com cores alegres, um ambiente calmo. Das duas vezes que fomos lá, os croissants já tinham ido à vida e tivemos de esperar. Eram muito populares por aquela zona. Só depois de chegar a Portugal e pesquisar é que percebi que esta é uma rede de franchising e existem vários por todo o país. Gostei muito dos croissants e pain au chocolat mas o leite com café tirado naquelas máquinas automáticas não apreciei. O nosso galão de máquina é muito melhor! Entretanto, perdi o recibo e não me lembro quanto pagámos, mas não foi caro.


QUICK

Como direi...este é o McDonalds francês. O Quick existe em todos os sítios mais movimentados de Paris, muitas vezes, fazendo concorrência descarada ao próprio McDonald's, digamos que encontrei muitos lado a lado. Durante o nosso passeio do 2º dia, cirandávamos por Champs Élysées e tínhamos plena consciência de que almoçar por ali iria sair mega caro, pelas razões óbvias. Mas demos por nós dentro do Quick em plena Champs Élysées comendo apenas por 15€. Sim, apenas. Este foi o fast-food mais barato que encontrámos, sendo igualmente a refeição mais barata da nossa viagem a Paris. Não fiquei fã dos hamburguers, o McDonald's ganha. 

1 | 2
Como chegar: Fomos ao Quick que fica na Avenue des Champs Élysées, 122


EXKI

A-D-O-R-E-I! Poderia ser mais explícita quanto ao que penso?! Tomámos o pequeno-almoço aqui apenas uma vez mas foi o que bastou para ficar encantada com este espaço. Em comparação com todos os sítios que encontrámos por Paris, este foi onde a qualidade e preço fizeram mais sentido para nós. Adorei o sistema self-service, onde tudo tem o seu preço exposto para facilmente sabermos se queremos levar ou não. Têm de tudo: croiassants, pain au chocolat, queques, tartes e muito mais...até sopinha quente têm de manhã. Há chás, leite, café, sumos naturais!


No balcão, paga-se o que se escolheu. Pedimos dois menus pequeno-almoço por 2,20€/cada e levámos: 1 sumo de laranja natural1 chá1 croissant e 1 pain au chocolat. Acrescentámos à conta mais 1 pain au chocolat e 1 brownie cupcake. Estando em Paris, tudo isto ficou em conta, isto é, 7,20€. A decoração é super simples, moderna, acolhedora, amei os candeeiros! Só me lembrei de tirar fotos no fim do pequeno-almoço, só para terem a noção de como estava imbuída no espírito da coisa. O Exki tem refeições embaladas que têm dois preços, se escolhermos levar é mais barato, se escolhermos comer no local fica um pouquito mais caro mas nada demais. Só conhecemos este sítio no último dia em Paris, dá para acreditar?! Para a próxima já sei onde comer bem e pagar pouco.

Como chegar: Existem vários em Paris. Fomos ao Exki que fica na Boulevard des Italiens, 9


BREAKFAST IN AMERICA


Yap, o Breakfast in America fica em Paris. Gosto do conceito do restaurante, este ar de diner americano saído dos anos 60 não é uma novidade para nós. Custou a chegar até aqui! Perdemo-nos um pouco pelas bandas do Breakfast in America, que é como quem diz pelo 5e arrondissement, isto é, Quartier Lantin. Andámos pelos lados do Panthéon, Sorbonne, Jardin du Luxembourg até que encontrámos o restaurante. Estive para desistir mas lá continuámos, cansados e à chuva! Comemos um Bacon Cheeseburger (10,50€), um Super Sunny Burger (11,95€) e 2 coca-colas (3,50€ cada). Portanto, o total foi 29,45€.

Como chegar: O Breakfast in America tem 2 restaurantes em Paris: B.I.A 1 - Quartier Latin (Rue des Écoles, 17) e B.I.A 2 - Marais (Rue Malher, 4)


CAFÉ DU MUSÉE


Almoçámos aqui no último dia. Passámos por este restaurante várias vezes quando voltávamos para "casa". Ficava sempre a olhar porque parecia mesmo o típico francês! Nas nossas grandes dúvidas de onde ir comer, lá decidimos entrar no Café du Musée, depois de uma manhã a passear pelo Jardin des Tuileries. Gostei muito do ambiente, tipicamente francês. A comida não era nada do outro mundo mas foi satisfatória. Adorei a ideia de terem um anexo tipo banquinha de vendas take-away, à frente do restaurante onde um senhor faz crepes entre outras coisinhas com um ar delicioso. Pedimos 2 omeletes simples, 2 coca-colas e 2 crepes com gelado. A refeição deve ter rondado os 30€...também perdi o recibo deste restaurante, portanto, não consigo ser precisa nos preços.

Como chegar: Rue du Louvre, 10


ONDE SAIR À NOITE

Acredito que sair à noite em Paris é muito mais do que ir a uma discoteca. Sair em Paris, para mim, é encher-nos de cultura. Embora as refeições sejam caras, a cultura é quase dada. Tudo isto para dizer que ir ao teatro é uma excelente opção para quem quer fazer algo depois do jantar. A Boulevard Poissonière e as Boulevards ao redor estão cheias de teatros, pelo que tive a sorte de ficar hospedada nessa zona. Devo também referir que nesta área está o tão conhecido L'Olympia  e o Le Grand Rex, este último construído nos anos 30 e é o maior cinema de Paris - que ficava ao lado do nosso apartamento. E para quem tiver disponibilidade financeira, recomendo uma ida ao Moulin Rouge que tem pacotes de jantar e espectáculo por 180€ ou apenas espectáculo a partir dos 99€.


VÊ O ROTEIRO DE PARIS COMPLETO:
Paris - A Cidade Monumento - Parte I
Paris - A Cidade Monumento - Parte II
Paris - A Cidade Monumento - Parte III

1 comentário:

  1. Nós também fomos várias vezes ao carrefor quando tivemos em Paris!É de facto muito caro comer diariamente nos restaurantes!Beijinhos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...