28 de novembro de 2013

Viajar | Mudança de Tendência


Então não é que tenho observado mudanças quanto à velha história de que comprar viagens com antecedência é uma forma de poupar? Há muito pouco tempo, uma das melhores formas de viajar mais por menos era comprar as passagens e reservar o hotel com bastante tempo de antecedência. Por vezes, comprar 6 meses antes - ou mais - fazia com que uma viagem ficasse realmente em conta. O que tenho vindo a reparar é que a oferta neste sentido mudou. Até podemos encontrar bons preços comprando com antecedência mas, como cada vez há mais oferta e menos poder de compra, as companhias aéreas tentam tudo por tudo para cativar potenciais clientes. Clientes que compram menos, clientes que deixaram de comprar e clientes que ainda não o são porque nunca chegaram a comprar.

Comprar uma passagem aérea duas semanas ou até mesmo 1 mês antes da viagem, era um suicídio financeiro. Só se fazia quando não existia outra hipótese, quando fosse urgente. Contudo, o que as companhias aéreas têm feito ultimamente é criar promoções de última hora de forma constante. Todas as semanas existem promoções em que a viagem deve efectuar-se numa data específica, com poucas semanas de intervalo entre a promoção. Este é o caso da Easyjet que tem vindo a divulgar as suas Promo Express. Ok, o bilhete de volta, por vezes, não tem um preço convidativo mas, dependendo da data do regresso pode ser uma excelente compra.


Noto isto também com algumas promoções da TAP, várias da Ryanair, promoções da Logitravel a nível de cruzeiros, os Smart Deals do Booking. Isto mostra que as características dos consumidores se alteraram. As pessoas querem comprar mas hesitam mais. Muitas ainda podem comprar mas sabem que isso irá comprometer as suas prioridades. E não somos nós, enquanto consumidores, que nos temos de moldar à oferta standard das companhias, agências e afins. São estas empresas que devem estudar o mercado, as alterações do seu público-alvo e limarem os seus objectivos à realidade existente...tentando não cair em prejuízo, pois o objectivo é lucrar sempre, o que é totalmente legítimo para quem tem um negócio. Tem de ser uma win-win situation, todos saem a ganhar. E penso que esta abordagem de promoções de última hora encaixa-se naquilo que as pessoas procuram. Pelo menos, por enquanto.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...