29 de outubro de 2013

Redescobrir o Pão com Manteiga


Há pouco tempo redescobri o pão com manteiga. Aquele pãozinho com manteiga que os nossos pais nos davam quando éramos pequenos e que não nos fez mal nenhum. Aquele pãozinho fresco, acabado de ser entregue pelo padeiro que a mãe barrava com manteiga acompanhado de uma caneca de café com leite. Fosse carcaça, bolinha, pão de mistura...enfim, eram mais as vezes que vinham as carcaças ou papo seco - e eu não dizia que não! Passado pouco tempo, veio a ostentação dos anos 90 em que todos queriam viver à grande e ter tudo do bom e do melhor. Nada mais justo, querer ter mais e melhor. Pelo menos, na minha visão, desde que não ultrapasse aquilo que se pode gastar. Essa ostentação reflectiu-se em tudo, até no tal pão com manteiga tão simples mas tão bom. Passou a sandes mista, pão com fiambre de perú, pão com paio, pão com mortadela, pão com queijo fundido, pão com isto e com aquilo. De todos os gastos, este se calhar era o menos dispendioso. No entanto, revelou um maior poder de compra ou, pelo menos, uma maior vontade de ter outro modo de vida que começava por estas pequenas coisas.

E, actualmente, estamos a voltar para trás a uma velocidade estonteante. Felizmente, não passo fome. Não sou abastada mas também - ainda - não conto os trocos para comprar pão e trazer fiambre ou queijo para casa. Felizmente, por vezes, quando não tenho pão em casa e tenho de ir a voar para o trabalho, ainda tenho dinheiro para ir ao café buscar qualquer coisa para morder. Contudo, é nas mais pequenas coisas que vemos que voltamos a ter que fazer escolhas importantes na hora de gastar dinheiro. Tal como milhares de portugueses, levo para o trabalho almoço de casa, tenho 5€ na carteira que tento que dê para 2 dias ou mais. Quando chego ao café, porque não consegui levar o meu pequeno-almoço de casa, tenho de escolher, por exemplo, entre a sandes mista (1,90€) e o pão com manteiga (0,90€). Isto porque a minha escolha significa poder esticar os 5€.



Não me sinto infeliz. Porque me sentiria infeliz? Porque tenho de escolher pão com manteiga em vez de pão com fiambre e queijo? E se eu pensar ao contrário? Que me sinto feliz por ainda poder escolher alguma coisa? Por ainda ter dinheiro na carteira? Por saber que já fui muito feliz a comer pãozinho com manteiga e não foi por isso que cresci menos nutrida? Aliás, faço pequenos sacrifícios para que mais tarde possa ter dinheiro para realizar sonhos e vontades - e estes cêntimos fazem a diferença para quem é remediado-não independente a nível financeiro!

Não, não me contento com pouco. Apenas tenho consciência do que posso ou não posso num determinado momento. E se, neste momento, tenho de fazer escolhas e quero ter a liberdade de escolher o que quero, não em função do dinheiro mas do que me apetece, terei de me esforçar o triplo. A situação económica não ajuda mas não me posso refugiar sempre nisso...ninguém vai melhorar a minha vida por mim! Ninguém vai esforçar-se o triplo para que amanhã eu chegue ao café e possa escolher o que me apetece. Nem tudo depende de nós, é certo, mas uma grande parte depende sim. E a outra parte que não depende, cabe-nos então reivindicar assertiva e ferozmente pelos nossos direitos. E isso faz-se no dia-a-dia em casa e junto dos nossos mas também na rua, porque é na rua que a nossa voz se propaga! É na rua que a nossa voz incomoda e ganha a força de milhões!

E já agora fellows viajantes, vai um pãozinho com manteiga? Garanto que me tem caído que nem ginjas! Redescobri a simplicidade da comida que há muito tinha esquecido.



Fonte Imagens: 1 | 2 | 3
Montagem: Carina Teixeira


4 comentários:

  1. oh mas que coisa boa! Deu-me uma nostalgia agora ♥
    Muito obrigada pelos teus doces elogios Catarina! Fico muito orgulhosa de saber que gostas das minhas fotografias! E vou acompanhar sempre, com grande entusiasmo, o teu blog :)

    Um beijinho, Sara ♥
    http://littletinypiecesofme.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Adorei! Gosto muito do design do teu blog!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...