21 de fevereiro de 2013

Roteiro de Paris | A Cidade Monumento - Parte II


ANTES DE VIAJAR

Primeiro, há que pesquisar bastante, através da internet, com antecedência para conseguir os melhores preços. Pesquisei os valores dos bilhetes de avião, estadia, transportes, comida, lazer, etc. Faz um orçamento real do que podes gastar, isto é, tenta não sonhar alto demais se, tal como eu, costumas ter um budget pequenino. Tenta, se puderes, ter sempre um dinheiro extra para qualquer imprevisto que possa surgir.  Usei o Skyscanner, o Google Maps, o Tripadvisor e o Booking.

Atenção! Paris é uma cidade muito cara, por isso, há que estar prevenido e ter em conta que os preços a nível de estadia e alimentação é muito superior aos que estamos habituados.

Roupa e calçado: Leva um pouco de tudo na tua bagagem, irás experienciar as 4 estações do ano num só dia! Fomos em Outubro e estava bastante frio mas, de repente, surgia um calor vindo não sei de onde. Assim, aconselho que te vistas em camadas, por exemplo: uma camisola de algodão, um casaquinho de malha, um bom sobretudo e um lenço ou cachecol. Tive sempre na mala um mini guarda-chuva porque o tempo esteve sempre ameaçador e choveu bastaste. Levar calçado confortável para as voltas intermináveis a uma cidade por conhecer. 

Visita o site Paris Info.


VIAGEM DE AVIÃO


Fomos pela TAP, pagámos 37 € por pessoa. Uma bagatela tendo em conta que era a TAP! Conseguimos este preço através de uma promoção em Maio que tinha bilhetes a preços  baixos para vários destinos europeus. Como podem verificar, comprámos os bilhetes de ida com 5 meses de antecedência. Voltámos pela Vueling, pagámos 69,49€ por pessoa. Comprámos os bilhetes apenas em Setembro porque os preços eram muito elevados, pelo que o que pagámos, para mim, já é um valor alto. Nem a Easyjet teve uma melhor oferta. Poderás pesquisar outras tarifas, por exemplo, na Ryanair e Transavia. Os dois aeroportos mais importantes é o Paris - Charles de Gaulle (CDG) e o Paris - Orly (ORY).


TRANSPORTE AEROPORTO-CIDADE/ CIDADE-AEROPORTO

Durante as minhas pesquisas, até perceber como iria parar ao centro de Paris foi complicado. Consegui deslindar as opções. O que se segue é a opção que nós escolhemos e uma breve explicação:

  1. Chegada ao aeroporto Paris - Orly;
  2. Dirigir-se ao balcão de informações para turistas;
  3. Comprar no balcão um bilhete de ida OrlyVal + RER B. O RER B corresponde ao comboio e linha a apanhar. Cada linha corresponde a uma letra e uma cor, sendo esta a linha azul.);
  4. Apanhar o OrlyVal (um género de eléctrico) até à estação de comboios Antony;
  5. Da estação Antony apanhar o RER B (linha azul) até à estação pretendida. Nós saímos em Châtelet - Les Halles.
  6. Na data da nossa volta fizemos o mesmo mas para o caminho inverso. Desta vez comprámos os bilhetes na máquina, era instintivo, muito fácil.
Bilhete Orlyval + RER B - 10,90 € só ida, ficando no total 21,80 € ida e volta.


Outras opções: Acede aqui e aqui para veres mais opções de transportes públicos de Charles de Gaulle e Orly para a cidade de Paris, respectivamente. A escolha depende da zona da cidade onde irás ficar.


ONDE FICAR | ALUGAR APARTAMENTO

Os hotéis são muito caros! O hostels também não ficam atrás! Andei às voltas pela internet até que me lembrei que tinha lido num blog uma opção de estadia em Paris muito mais económica. A escolha foi alugar um apartamento através do Centre Paris que tem dezenas de apartamentos - de todos os tamanhos, gostos e preços - nos 20 distritos que compõem Paris.

Escolhemos o 2º distrito, mesmo no centro da cidade junto à zona das grands boulevards (grandes avenidas). Ficámos no Studio Poisson 1. Pagámos 70 € por noite, ou seja, 35 € por pessoa. Este estúdio tem capacidade para 4 pessoas, portanto, se fossemos quatro ficava 17,50€ por pessoa. Melhor ainda, quantos mais dias ficássemos mais a tarifa diária baixava. O estúdio era muito simples, apenas com o essencial e perfeito para quem só vai lá tomar banho e dormir. Num só espaço, tínhamos a sala, cozinha, quarto e à parte a casa-de-banho (que podia ser melhorzinha). Tínhamos TV por cabo, Wi-Fi e janelas gigantes com vista para a Boulevard Poissonnière.


Studio Poisson 1 e Vista da Janela
O sistema da Centre Paris é muito fácil: pagamos 50% do total antes - transferência bancária ou paypal - e os restantes 50% à chegada. Dão-nos um código para abrir a porta da rua, um código para a porta do andar e um código para abrir um cofre onde estão as chaves do apartamento e onde devemos deixar os 50%. Parece complicado mas juro que não é. Enviam-vos toda esta informação por email uma semana antes da data da vossa viagem. A princípio achei estranho o facto de nunca ter visto pessoalmente ninguém da empresa, mas o sistema é mesmo este e resulta. Caso tenhamos alguma dificuldade disponibilizam vários contactos de email, telefone e, em último caso, alguém da empresa aparece ou até a própria pessoa pode dirigir-se aos escritórios que ficam perto de onde estávamos hospedados.


TRANSPORTES EM PARIS

Apesar de ser uma freak dos autocarros turísticos, aconselho vivamente a rede de transportes de Paris. Podemos ir a todo o lado através do metro que está ligado ao comboio (RER) porque a maior parte das estações têm os dois meios de transportes. No entanto, também os autocarros andam por todo o lado, por isso, poderá ser uma boa opção.

O Paris Visite Pass é ideal para quem pretende usar todos os transportes públicos, sem restrições, até 5 dias consecutivos. Os preços variam entre os 10,55 € e os 57,75 €, pelo que podes comprar online. Este passe inclui vários descontos para atracções turísticas. 

O Navigo Découverte também dá acesso a todos os transportes de Paris, tendo um custo que varia entre os 19,80 € e 34,40 €, dependendo das zonas escolhidas. Este cartão pode ser adquirido nas estações de Metro e terás de ter uma foto tipo passe para fazê-lo. 

Vélib é uma forma divertida de passear por Paris de bicicleta. Bilhete de 1 dia - 1,70 € | Bilhete de 7 dias - 8 €. Mais informações aqui sobre este self-service bike system.

Nós andámos pelo autocarro turístico da terrinha, pois claro! O Paris L'Open Tour tem 4 rotas completas que nos permite conhecer a cidade e os pontos mais importantes de uma ponta à outra! É tão completa que 2 dias não chegaram, por isso, recomendo o bilhete de 3 dias consecutivos. Comprámos bilhetes para 2 dias consecutivos por 34 € por pessoa. Todos os bilhetes incluem vários descontos para atracções turísticas, museus, etc. Existem bilhetes com a opção Batobus, em que poderás passear de barco pelo rio Sena.


Quanto ao autocarro, não percebi porque não tinha toldo amovível, tal como tem o de Lisboa, Madrid ou Barcelona - que chove muito menos do que em Paris. Bem, choveu muito e apanhámos chuva algumas das vezes que subimos para o autocarro. O andar de baixo estava sempre apinhado de gente e, por estar a chover e não haver protecção, havia infiltrações no andar de baixo. Seria uma questão a resolver, pois as rotas são magníficas e é um passeio muito agradável.
 

VÊ O ROTEIRO DE PARIS COMPLETO:
Paris - A Cidade Monumento - Parte I
Paris - A Cidade Monumento - Parte III
Paris - A Cidade Monumento - Parte IV

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...